Como material, o concreto tem sido a espinha dorsal da indústria de construção moderna, graças à sua natureza versátil e durável. Seria difícil imaginar o século 20 sem o concreto.

Entretanto, há também uma crescente conscientização sobre os significativos impactos ambientais do concreto. O cimento é a fonte de cerca de 8% das emissões globais de carbono. A construção e a demolição de estruturas de concreto requerem um uso substancial de energia, água e terra, além de criar desperdício e contribuir para o “efeito ilha de calor urbano”.

Portanto, não é surpresa que muitos arquitetos estejam abandonando o concreto em favor de materiais naturais. De acordo com relatórios da indústria, o mercado de materiais de construção ecológicos está crescendo 12% ao ano e deve atingir US$ 940 bilhões até 2030.

Como as formas mais ecológicas estão começando a dominar o futuro da construção, a seguir estão cinco ótimas alternativas ao concreto para casas sustentáveis.

Bambu

O bambu é um recurso renovável que cresce rapidamente e não requer replantio após a colheita. Embora se pense que o bambu seja originário da China, ele pode crescer como planta nativa em todos os continentes, exceto na Antártica e na Europa.

O bambu é leve, flexível e, ao mesmo tempo, extremamente resistente. Isto o torna uma alternativa mais sustentável aos materiais tradicionais de construção, como a madeira ou o concreto.

Fardos de Palha

Os fardos de palha são um subproduto agrícola abundante que são baratos, renováveis, biodegradáveis e não tóxicos. Eles proporcionam um excelente isolamento, tornando-os ideais para a construção de casas com eficiência energética. Eles têm uma alta resistência térmica, o que ajuda a manter as casas frescas no verão e quentes no inverno.

Além disso, ao contrário da crença popular, os fardos de palha são na verdade altamente resistentes ao fogo quando corretamente instalados e acabados com gesso ou estuque.

Argila

Similar aos fardos de palha, o barro é abundante em muitas partes do mundo, tornando-o um material de construção barato e de fácil acesso, que pode ser obtido localmente. É um material altamente durável, que pode durar séculos com manutenção mínima.

A argila é resistente ao fogo, insetos e intempéries, o que a torna um material ideal para construção em áreas com condições climáticas extremas.

Cortiça

Embora a cortiça seja mais conhecida por seu uso em garrafas de vinho, é um dos materiais mais sustentáveis com crescente popularidade no mundo da construção e design de interiores.

Graças a sua textura macia, leve e ainda assim durável, a cortiça atende com eficiência às necessidades da construção em áreas como pisos, isolamento (tanto térmico quanto acústico), coberturas e fins decorativos.

Pedra

Como o material de construção natural mais atemporal, a pedra humilde, mas imponente tem sido usada há milênios para construir casas, muros, pontes e monumentos. Alguns tipos comuns de pedras de construção são o calcário, o granito e o arenito. Como um material denso, a pedra proporciona excelente isolamento acústico.

Embora possa ser pesada para o transporte, a pedra é de baixa manutenção e durável – e pode resistir ao tempo.