A tecnologia e, finalmente, também o COVID-19, desencadearam uma explosão de novas formas de trabalho. Tanto o trabalho remoto quanto o horário de trabalho flexível estão em alta. Estas formas de trabalhar exigem novas formas de registrar as horas de trabalho. Além da flexibilidade física de registro das horas, muitos países introduziram novas leis que tornam obrigatório para as empresas controlar de perto o tempo de trabalho de seus funcionários.

Estas mudanças exigem soluções flexíveis que forneçam todas as informações de que as empresas precisam para rastrear e gerenciar os dados da frequência de seus funcionários.

O mercado global de sistemas de ponto eletrônico, atualmente avaliado em cerca de US $ 2,1 bilhões, deve registrar uma taxa de crescimento anual de 8,5% entre 2020 e 2026 e, eventualmente, atingir US $ 3,6 bilhões no final do período de 2026.

Os benefícios dos sistemas de Ponto Eletrônico

Os sistemas de ponto eletrônico são ferramentas valiosas de RH que permitem que os funcionários entrem e saiam, seja fisicamente no escritório com um crachá ou digitalmente por meio de seu computador ou telefone celular. Além disso, essas ferramentas oferecem uma variedade de opções para os funcionários, como verificar o número de dias de férias disponíveis em um determinado período, registrar viagens de negócios ou relatar dias de licença médica.

Também para os departamentos e gerentes de RH, os sistemas eletrônicos de ponto eletrônico oferecem muitas vantagens. Usando os dados fornecidos pelos sistemas, eles podem facilmente ter uma visão geral das horas trabalhadas, incluindo a distinção entre horas normais, horas extras, dias de férias e licença médica e, assim, ter a folha de pagamento pronta no final do mês com o apertar de um botão. Os gestores também podem usar a ferramenta para alocar as horas trabalhadas em projetos específicos. Além disso, essas ferramentas evitam a manipulação do registro de horas.

Novas Leis de Apoio aos Sistemas de Ponto Eletrônico

De acordo com a American Payroll Association, as empresas podem economizar até 4% das despesas anuais com a folha de pagamento com um sistema de ponto eletrônico. No entanto, isso beneficia também os colaboradores, reduzindo as dúvidas sobre práticas desleais e ajudando-os a serem indenizados pelas horas extras.

Na verdade, em 2019, o Tribunal de Justiça Europeu decidiu que todas as empresas da UE devessem implementar uma solução de registro de horas para proteção dos empregados. Da mesma forma, em vários países, a falha na manutenção de registros precisos das horas trabalhadas pode ter consequências legais graves para as empresas.

Usando soluções multifuncionais de registro de tempo, empresas de todos os tamanhos podem gerar relatórios e ir além do cálculo da frequência diária. É possível identificar facilmente férias, licenças médicas e outros dias de folga com base na política da empresa ou na legislação local com esses relatórios.

Registro de tempo para locais de trabalho mais seguros e eficientes

O registro de horas ajuda a otimizar o local de trabalho, tornando-o mais seguro, justo e eficiente para todos os funcionários – ao mesmo tempo que agrega valor aos resultados financeiros.

Isso torna os sistemas de ponto eletrônico inestimáveis para a transparência e a responsabilidade de todos, tanto funcionários quanto supervisores.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *